• Comunicação Gnosis

Hospital da Mulher Heloneida Studart promove encontros em grupos para planejamento familiar

De acordo com a lei, o planejamento familiar é entendido como a ação de regulação de fecundidade que garanta direitos iguais de constituição, limitação ou aumento da família por parte da mulher, do homem ou do casal. Isso quer dizer que é garantido o acesso das pessoas aos tratamentos que visem ao auxílio concepção ou contracepção e ao suporte completo da gravidez até após o nascimento. Contudo, o planejamento, na prática, envolve outros fatores. No âmbito pessoal, ele engloba todas as ações que o paciente deseja implementar para ter filhos ou não. Isso inclui desde conversas com o parceiro até a organização financeira para receber um novo membro na família ou fazer procedimentos que visem à esterilização.


O planejamento é fundamental para que a pessoa ou o casal tenha acesso às melhores alternativas para que os seus planos se realizem. Por isso, toda quinta-feira, no Hospital da Mulher Heloneida Studart, em São João de Meriti, acontecem reuniões com as famílias que precisam de acompanhamento e que queiram iniciar o planejamento.


Casais que desejem orientações sobre planejamento familiar, contam com profissionais capacitados. São realizados encontros para que o casal, junto ao médico ou ginecologista, possa decidir qual o melhor método contraceptivo adequado. Durante as reuniões são abordados vários aspectos da saúde íntima da mulher e do homem, métodos contraceptivos disponíveis na rede, gravidez (ter ou não ter filhos), além de questões como a higiene íntima, sexualidade, importância do preservativo, entre outras.


O casal que chega ao ambulatório precisa comprovar a participação na palestra, apresentar termo de consentimento, que são documentos obrigatórios. Além disso, para a esterilização voluntária é necessário ter mais de 25 anos de idade ou, no mínimo, dois filhos vivos, entre outras observações. Explicou, Cintia Cardoso Natalucci, Enfermeira responsável técnica do ambulatório. Segundo a enfermeira, os métodos químicos (anticoncepcionais injetáveis, orais, dispositivo intrauterino – DIU) e métodos de barreiras (preservativos) são considerados reversíveis e podem ser obtidos gratuitamente nas unidades básicas de saúde.


Durante a pandemia, o número de famílias no planejamento familiar diminuiu, com isso as reuniões acontecem somente com as mulheres, porém os encontros continuam, ressaltou a enfermeira Cíntia. O Hospital da Mulher fica na Avenida Automóvel Clube, S/N, em São João de Meriti.


64 visualizações0 comentário