• Comunicação Gnosis

CAPS da Rocinha é destaque no acolhimento a pacientes na saúde mental

Atualizado: Jun 30

Há 11 anos, o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS III) Maria do Socorro Santos atende pessoas da Rocinha, Vidigal e outros bairros próximos no município do Rio de Janeiro, em intenso sofrimento psíquico decorrente de transtornos mentais graves e persistentes, incluindo aqueles relacionados ao uso de substâncias psicoativas, e outras situações clínicas que impossibilitem estabelecer laços sociais e realizar projetos de vida.

A unidade proporciona serviços de atenção contínua, com funcionamento 24h, incluindo feriados e finais de semana, oferecendo retaguarda clínica e acolhimento noturno a outros serviços de saúde mental, inclusive CAPS AD. É composto por uma equipe multiprofissional que reúne médicos, assistentes sociais, psicólogos, psiquiatras, entre outros.


“O Centro é a principal porta de entrada para a reinserção social do paciente. É importante criar esse vínculo e reforçar a ideia de convívio social”, afirma Eduardo Gomes de Oliveira, diretor da unidade.


As reuniões e atividades oferecidas são abertas aos familiares dos assistidos, que também podem utilizar os serviços das equipes de Saúde da Família e da Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) da Rocinha.


Diariamente, os assistidos pelo CAPS participam de oficinas terapêuticas e comunitárias e produzem material que é revertido em renda para ajuda familiar. No Espaço de Artes Maria do Socorro Santos a arte é utilizada como um instrumento de promoção da saúde. Além das oficinas de pintura, são realizados eventos culturais, exposições dos quadros produzidos nas oficinas, rodas de poesia e de música. Outra opção de atividade oferecida é a oficina de Hip Hop. No espaço também são oferecidos cursos e oficinas de culinária, dança, pintura, cinema entre outros


Algumas atividades coletivas passaram por adaptações para evitar aglomerações. A rampa de acesso, por exemplo, é usada pela musicoterapeuta para roda de samba todas as sextas-feiras.


No último dia 22 de junho, colaboradores e pacientes da unidade puderam degustar um cardápio especial com comidas típicas em comemoração às festividades juninas. Cocadas, paçocas, amendoins, salgados e cachorros quentes foram servidos, respeitando os protocolos de prevenção à COVID-19 e distanciamento social.



32 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo