bg-8.jpg

Instituto Gnosis: RH

 

Educação Permanente em Saúde

Em 2004 o Ministério da Saúde instituiu a Política Nacional de Educação Permanente, a PNEPS (1). É um programa voltado ao fortalecimento das práticas de Educação Permanente em Saúde no SUS. Com a ampliação das ações em saúde e suas redes de serviços do SUS foi necessário pensar estratégias de reorganização com relação à gestão do trabalho e formação dos trabalhadores, o que promoveu experiências inovadoras nos campos da gestão, do cuidado e da formação (2).

 

Quando se está engajado no processo de construção do SUS, devemos nos referir a atores em ação de trabalho, numa prática gerencial libertária e inovadora, e não mais à gestão de recursos humanos ou à gestão de pessoas (3).

 

Não obstante e em concordância com as bases do SUS, o Instituto Gnosis valoriza o processo de Educação em Saúde a seus profissionais e atua no viés da Educação Permanente em Saúde (EPS), definição adotada pelo Ministério da Saúde como sendo a aprendizagem no trabalho onde o aprender e o ensinar estão incorporados ao cotidiano das organizações e ao trabalho. A EPS tem como base a aprendizagem significativa e a possibilidade de transformar as práticas profissionais, pois ocorre no cotidiano do trabalho (4).

 

As atividades de Educação em Saúde estão inseridas no dia a dia das unidades como por exemplo nos espaços das reuniões semanais de equipe e discussões de casos entre profissionais com apoio do NASF – Núcleo de Apoio à Saúde da Família. Além disso, o Instituto Gnosis possui profissionais disponíveis para participar e conduzir esses espaços no intuito de contribuir em conhecimento técnico apoiando inclusive na produção científica objetivando publicizar conhecimento em saúde produzido no SUS. As reuniões técnicas também são potentes espaços de promoção da Educação Permanente em Saúde.

 

Apoiadores do Instituto e gestores das unidades sob sua gestão organizam em conjunto cronograma de encontros para abordagem de temas em saúde, bem como discussão técnica dos indicadores de saúde produzidos pelas unidades, a fim de contribuir para a melhoria do desempenho e da qualidade da assistência prestada à população.

 

Ademais, a parceria institucional com universidades permite que acadêmicos de graduação em saúde e equipes de professores qualificados estejam inseridos nos serviços oxigenando e dinamizando os processos educacionais dentro das unidades, além de proporcionar uma real perspectiva de inserção profissional do aluno no campo da saúde, dessa forma sendo co-participante ativo na formação de futuros profissionais. A motivação e o empenho do Instituto Gnosis em promover a Educação em Saúde está presente no âmago desta instituição que tem por missão promover o conhecimento em favor da saúde.

 

REFERÊNCIAS

 

1. Brasil. Ministério da Saúde (MS). Política de Educação Permanente e Desenvolvimento para o SUS - Caminhos para Educação Permanente em Saúde. Brasília: MS; 2004.

 

2. Silva JA. Estratégias de qualificação e inserção de trabalhadores de nível médio na área da saúde. In: Negri B, Faria R, Viana ALD, organizadores. Recursos Humanos em Saúde: Política, Desenvolvimento e Mercado de Trabalho. Campinas: Instituto de Economia, Unicamp; 2002

 

3. Ceccim RB. Educação permanente em saúde: descentralização e disseminação de capacidade pedagógica na saúde. Cien Saude Colet 2005; 10(4):975-986.

 

4. Brasil. Ministério da Saúde. Gestão da Educação em Saúde. Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde. Política Nacional de Educação Permanente em Saúde. Brasília, DF: 2009.

 

O Instituto Gnosis tem como visão ser reconhecido como um Instituto de referência na experiência, compartilhamento e treinamento de gestores em saúde.  Foi nesse intuito que em setembro de 2021 iniciou a construção do PLANO DE EDUCAÇÃO PERMANENTE DA GNOSIS.

 

Dois projetos de pesquisa estão em andamento nas equipes de Educação permanente em saúde Gnosis.

 

No Município do Rio de Janeiro o Instituto Gnosis está trabalhando na implementação de um Plano de Educação Permanente em Saúde (PEPS) nas áreas programáticas de saúde 2.1, 4.0 e 5.1, segundo as diretrizes da Política Nacional de Educação Permanente em Saúde (PNEPS), fortalecendo as inúmeras ações a serem desenvolvidas nos territórios pelas equipes de saúde da família, através da criação de espaços coletivos de reflexão, discussão e avaliação, tornando as unidades de saúde em um verdadeiro espaço de ensino-aprendizagem.

 

O projeto busca construir, com a participação das unidades, um diagnóstico situacional da capacitação dos profissionais das equipes dessas áreas programáticas. Os participantes da primeira etapa do estudo são os gestores da unidade, e em seguida, as diferentes categorias profissionais das unidades de saúde. Questionários google forms estão sendo utilizados como ferramenta na coleta de dados.

 

Para a construção de um Plano de Educação Permanente em Saúde (PEPS) nas áreas programáticas de saúde 2.1, 4.0 e 5.1 e implementação desse plano, contamos com a participação da equipe formada pela coordenadora de Educação Permanente em Saúde do Instituto Gnosis, Gerente técnica do Instituto Gnosis, Coordenadora médica do Instituto Gnosis, representantes gestores das CAPs 2.1, 4.0 e 5.1, entre eles: os RT Enfermagem das, os RTs Médicos, os representantes do NASF, representante dos dentistas, representante da Residência Médica e da Residência de enfermagem, representantes do Colegiado Gestor, Representantes dos ACS.

 

Esta equipe se reúne quinzenalmente às quintas-feiras às 10h da manhã para discutir as fases da construção e implementação do PEPS, alternando os locais de reunião entre a sala de reuniões da sede da Gnosis no Rio e o Centro de Estudos da CAP 4.0, e reuniões online videoconferência. 

 

No Município de Maricá, O Instituto Gnosis está desenvolvendo o Projeto intitulado “Percepções dos atores da saúde em relação ao cuidado ofertado em unidades de Saúde da Família em Maricá”. O Projeto está em processo de submissão à Plataforma Brasil de Pesquisa. Esse projeto piloto será desenvolvido em 1 unidade de cada Distrito de Maricá: Distrito 1 - Unidade Bairro da Amizade; Distrito 2 – Unidade Ponta Negra; Distrito 3 – Unidade Inoã; Distrito 4 –Unidade Barroco. Foram eleitas unidades que tinham colegiado gestor instituído.

 

Dando continuidade nos processos de Educação Permanente e Continuada, o Instituto Gnosis encaminhará essa pesquisa inicialmente aos gestores locais no intuito de conhecer as principais demandas recebidas nas unidades pelos canais oficiais de comunicação. Todos os participantes da pesquisa assinarão um termo de consentimento livre e esclarecido (TCLE), a pesquisa será futuramente publicada em uma revista científica de Saúde Pública.

 

Os participantes da primeira etapa do estudo são os gestores da unidade, e em seguida, as diferentes categorias profissionais das unidades de saúde. Questionários google forms estão sendo utilizados como ferramenta na coleta de dados.

 

Na primeira etapa os gestores irão responder as questões relacionadas às falas dos usuários, e sinalizarão de onde partiram as falas, se esses dados vieram das reuniões do colegiado gestor e/ou livro de ocorrência / ouvidorias.

 

Para a construção de um Plano de Educação Permanente em Saúde (PEPS) no Município de Maricá e implementação desse plano, contamos com a participação da equipe formada pela coordenadora de Educação Permanente em Saúde do Instituto Gnosis, Gerente técnica do Instituto Gnosis, Coordenadora médica do Instituto Gnosis Rio, representantes gestores: Coordenador da Atenção Primária, Coordenadora RT Médica da Gnosis Maricá; Coordenadora RT de Enfermagem e coordenadora do NASF.

 

Esta equipe se reúne quinzenalmente às segundas-feiras às 9h da manhã, para discutir as fases de construção e implementação do PEPS, alternando os locais de reunião entre a sala de reuniões da sede da Gnosis no Rio e na Sede em Maricá, e reuniões online videoconferência. O desdobramento deste plano visa promover a transformação das práticas do trabalho em saúde em prol de um sistema de saúde de qualidade para a população.

 

Na programação de 2022, O Instituto Gnosis preparou um calendário de reuniões online com participação internacional, do tipo roda de conversa, contando com os 15 participantes que compõem as equipes do PEPS dos projetos Rio de Janeiro e Maricá.  Essas reuniões são rodas de conversa online, tipo com uma fala curta dele sobre o assunto, e em seguida perguntas e respostas, discussão aberta ao grupo.

 

A primeira reunião será realizada no dia 10/03/2022 com o Dr Rafael Bengoa, Co-Diretor do Instituto de Saúde e Estratégia (Si-Saúde), Bilbao, Espanha. Expert em Atenção Primária em Saúde. Foi Diretor de Políticas do Sistema de Saúde na Organização Mundial da Saúde e ex-Ministro da Saúde e Assuntos do Consumidor no Governo Regional Basco. E foi Assessor do presidente Barack Obama na Reforma Sanitária Americana. O tema dessa primeira reunião: O que estamos fazendo durante/pós pandemia covid, e o que realmente deveríamos estar fazendo para melhorar a atenção primária neste momento, isto é, a para a saúde do usuário.

 

Reuniões subsequentes serão agendadas e realizadas a cada mês com participação de palestrantes de outros países europeus, entre outros.

 

EQUIPE DE EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE GNOSIS