• Comunicação Gnosis

Banho de Ofurô: boa prática é realizada com recém-nascidos no Hospital Estadual da Mãe de Mesquita

O banho de ofurô é uma prática de colocar o recém-nascido para relaxar dentro de um balde que se assemelha ao útero materno, com água morna. A preferência é para o bebê que está mais agitado e com peso superior a 1.800 kg. O bebê é deixado nesta posição por cerca de 10 minutos, onde ele se acalma, e dorme tranquilamente após a terapia.


Realizado no bloco neonatal pela equipe de fisioterapia do Hospital Estadual da Mãe de Mesquita, é uma técnica que proporciona um momento prazeroso, de relaxamento e aconchego. Tem como finalidade terapêutica ajudar na redução do estresse, da dor, da perda de peso e do tempo de internação, favorecendo o desenvolvimento neuropsicomotor e afetivo do recém-nascido a termo (aquele entre trinta e sete e quarenta e uma semanas e seis dias de idade gestacional) e prematuro de baixo peso e estáveis clinicamente. Além disso, o uso do ofurô vai ao encontro do paradigma da atenção humanizada à criança, à mãe e à família, respeitando-os em suas características e individualidades.


11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo